sábado, 5 de outubro de 2013

Posted by Demétrio Melo | File under : , ,
O Egito Antigo uma das civilizações mais atraentes da história, localizado no Norte da África, em meio ao deserto do Saara, às margens do rio Nilo. Desde a antiguidade as civilizações se desenvolveram em volta de rios, pois onde existia água potável o ser humano deixava de ser Nômade para se fixar. Não sendo diferente, a civilização egípcia foi fundada em torno do rio Nilo, esse rio em certo período do ano inundava suas margens, atrapalhando as regiões mais ribeirinhas e ao mesmo tempo fertilizava a terra.
Para resolver o problema das enchentes os Felás (camponeses) canalizaram as águas desse rio, assim surgiu a prática da agricultura e do pastoreiro. Nos meses de Julho até Novembro ocorriam chuvas fortes sobre o rio Nilo e faziam com que ele transbordassem, depois de alguns meses o rio voltava ao normal. As terras em torno das margens dos rios eram ricos em húmus, que eram adubo natural.
O Egito Antigo era dividido em Nomos, espécie de província, que eram chefiadas por Nomarcas, administradores dos Nomos, as disputas entre eles formaram dois grandes reinos, o Alto Egito e o Baixo Egito. Menés rei do Alto Egito, conquistou o Baixo Egito, fundando o Império Egípcio. Ele foi o primeiro faraó e fundador da primeira dinastia. A política do Império foi dividido em três períodos: o Antigo Império que foi um período de relativa estabilidade política e prosperidade econômica, neste período parte da riqueza arrecadada dos impostos foi usado para construir as pirâmides de Gizé: Queóps, Quéfren e Miquerinos, outro período foi o Médio Império os faraós nesse período comercializavam com a Núbia que era rica em minerais, ordenaram a construção de um palácio(o labirinto) e o lago Néris(reservatório), o último período foi o Novo Império que se iniciou com a vitória sobre Hicsos e a reunificação do Egito. Neste período os Egípcios conquistaram vários reinos, tomando controle sobre rotas comerciais e lucrando muito com isso.
A maioria da população Egípcia se revoltou contra os impostos abusivos e trabalho forçados, como também com as disputas internas e a reação dos povos dominados, levando ao enfraquecimento do Estado fazendo com que fossem conquistados pelos Persas, depois disso somente em 1922 o Egito Antigo voltou a ser independente.
A curiosidade principal do Egito são suas pirâmides, as quais guardam seus mistérios. Para construir as pirâmides com mais habilidades, os Egípcios se desenvolveram na matemática tanto quanto na geometria, sabiam calcular a área do triângulo, do retângulo, do trapézio e o volume dos sólidos. No interior das pirâmides se colocavam pinturas e vários outros objetos que tinham como finalidade acompanhar o faraó em outra vida. Para os Egípcios a vida era uma preparação para a eternidade.
Na medicina dominava o conhecimento da anatomia humana, a mumificação possibilitou os Egípcios o maior conhecimento da anatomia humana e das substâncias químicas nesse processo. A técnica de conservação do corpo que consistia na retirada do cérebro e das vísceras, desidratação e utilização de ervas aromáticas e enfaixamento com tecidos de linho, esse processo ficou conhecido como mumificação.

ARTIGO ELABORADO POR TAMIRIS MOTA.
O QUE ACHOU?:

0 comentários:

Postar um comentário